Contos

Aquela que amava o cheiro do mar

Amava o cheiro do mar. Simples assim, sem ter muito o que acrescentar. Não era o ato de banhar-se, ou tampouco mergulhar, pois lhe bastava a brisa, molhar os pés e sentar-se na areia assistindo a maré. Gostava do efeito visual das ondas, sempre que as olhava milhares de coisas lhe passavam pela cabeça: seus… Continuar lendo Aquela que amava o cheiro do mar

Contos

Aquela do sorriso singelo

Não era bem um sorriso largo, daqueles em que se vê todos os dentes ou que mesmo de longe a gente já reconhece. Mas era um sorriso, bem simples. Talvez envergonhado, com vontade de se esconder. Não que alguma dessas coisas deslegitimassem o seu sorriso de alguma maneira. Era o seu sorriso típico, diário. O… Continuar lendo Aquela do sorriso singelo