Crônicas

Sorria sim!

Você não precisa parar de sorrir, não deixe ninguém lhe convencer do contrário. Também não precisa ficar reclamando o tempo todo, menos ainda mendigar pelo amor e a atenção de alguém

Sabe, nem sempre na vida as coisas saem do jeito que a gente quer. Seria bom se saíssem, mas não seria real. Os contos de fadas param de fazer sentido depois que completamos, no máximo, doze anos, e a vida fica um bocado diferente do que nos fizeram acreditar que seria. Descobrimos que não basta querer muito algo, ou ficar apenas fantasiando e pensando positivo a vida inteira para que algo aconteça. A vida fora dos livros e filmes de romance é assim, e cedo ou tarde precisamos lidar com ela.

Mas isso não é motivo para se descabelar, passar o resto dos dias se lamentando ou qualquer coisa parecida com isso. A felicidade reside nas pequenas coisas do nosso dia-a-dia, cabe a você mesma saber distingui-la quando lhe bate à porta.

Existe uma raiva que eu preciso confessar. Não sou do tipo de pessoa que gosta de guardar raiva, e sempre fico me monitorando para que isso não aconteça, mas como é algo tão decorrente é capaz de que muitas vezes eu acabe me esquecendo. E essa raiva que sinto é da música, da literatura e às vezes até do cinema, que são coisas que gosto bastante pra ser sincera. Raiva porque várias letras, livros e roteiros são repletos de carência excessiva, e essas coisas nos são vendidas de modo a acreditar que depender emocionalmente de outra pessoa é a coisa mais normal do mundo. Mas não é, e você precisa saber disso.

Pensa em todas as vezes que já sorriu, mesmo que por impulso. Cada pequena fração de segundo que lhe gerou uma risada, e como a vida era tão melhor com esses momentos. A gente sorri vendo bebês fazendo coisas engraçadas, com comida, com a paisagem, com micos alheios, com a satisfação de ser bem sucedido em alguma coisa, e tantas outras coisas que nem consigo enumerar. A felicidade é o conjunto de todas essas coisas, e não algo que você possa atribuir a outra pessoa que erra tanto quanto ou mais que você. Essa capacidade está dentro de você, e não fora.

Eu sei que nem todas as situações da vida estão sujeitas ao seu controle, mas você também já deve ter percebido que reclamar disso o tempo todo não melhora muita coisa. Se é que melhora alguma coisa, porque comigo nunca adiantou. Mas quando eu sorrio, ainda que sem ter um motivo exato, me sinto mais feliz e é justamente aí que me surgem mais motivos para sorrir. Costumamos esperar que nos sintamos alegres para só então sorrir, mas o oposto também é válido e você devia tentar. Enxugue as suas lágrimas, e volte a sorrir como sempre fez.

E, quando se olhar no espelho, não se esqueça que só uma das pessoa mais importantes do mundo deve lhe achar espetacularmente linda: VOCÊ! E sim, nesse quesito não existe pessoa mais importante que você. Não se vista e nem se arrume para nenhum cara, faça isso por você. Fique linda para você, feliz com você. Primeiro por dentro, e quando assim o for não será preciso fazer nada para que todos à sua volta percebam. Na verdade, você nem vai mais ligar se percebem ou não, porque só o seu foco vai ser outro. Sei que você pode, sim, voltar a sorrir.

Confia em mim, eu nunca quis o seu mal. Não é egoísmo pensar dessa maneira, você não só pode como não merece nada menor que isso. Sei que uma hora as coisas vão dar certo para você, e torço sinceramente por isso. Queria poder lhe dizer isso pessoalmente, mas não sei se você iria me entender. Você só precisa parar de procurar do lado de fora a própria chave que escondeu sem perceber.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s